Práticas seguras no ambiente cirúrgico: eventos adversos são evitáveis nesse cenário?

Andrea Bernardes e Sueli Aparecida Frari Galera, Professoras associadas; Universidade de São Paulo/Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mails: andreab@eerp.usp.br; sugalera@eerp.usp.br

O estudo transversal e retrospectivo intitulado: “Prevalência e evitabilidade de eventos adversos cirúrgicos em hospital de ensino do Brasil” (BATISTA, 2019), vem ao encontro de um dos programas prioritários do Ministério da Saúde, o Programa Nacional de Segurança do Paciente, e foi realizado em um hospital público da região Sul que efetua, em média, 840 cirurgias por mês. Foram analisados 192 prontuários de pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos. A identificação da ocorrência de eventos adversos (EA) e sua evitabilidade foi empregada por meio de revisão retrospectiva de prontuários com base em protocolo do Canadian Adverse Events Study (CAES).

Os EAs cirúrgicos concentraram-se na categoria infecção associada à assistência à saúde (50%), sendo que as infecções no local da cirurgia representaram quase um terço deste valor. Quanto ao grau de dano físico aos pacientes que foram acometidos por EAs cirúrgicos, 90% foram classificados entre leve e/ou moderado. Não foram detectados EAs com desfecho de óbito. Importante destacar que a prevalência de 21,8% de EA cirúrgico encontrada na presente pesquisa foi superior à registrada em investigação conduzida na Suécia (15,4%) (WALKER; RESHAMWALLA; WILSON, 2012), em hospital universitário do Japão (15,1%) (NILSSON et al., 2016).

A evitabilidade dos EAs cirúrgicos também foi superior aos valores relatados em diversos estudos, com variação de 5,2% a 70,8% (ANDERSON et al., 2013; SHIOZAKI et al., 2016; WALKER; RESHAMWALLA; WILSON, 2012; WILSON et al., 2012), o que suscita a necessidade de avaliar indicadores de assistência cirúrgica, e incita gestores, cirurgiões e profissionais da equipe de enfermagem, entre outros, a reavaliarem o processo assistencial e a proporem ações de melhoria contínua. Observa-se a evidência da vulnerabilidade dos pacientes à ocorrência de um ou mais EA cirúrgico majoritariamente evitável, com danos físicos. Salienta-se a necessidade de investimento por parte da gestão das instituições de saúde, para se alcançar as recomendações nacionais e internacionais relacionadas à implementação de práticas seguras no ambiente cirúrgico.

Referências

ANDERSON, Oliver S. et al. Surgical adverse events: a systematic review. Am J Surg., v. 206, n. 2, p. 253-262, 2013. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23642651

NILSSON, L. et al. Preventable adverse events in surgical care in sweden: a nationwide review of patient notes. Medicine, v. 95, n. 11, e3047, 2016. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26986126

SHIOZAKI, K. et al. Observational study to assess and predict serious adverse events after major surgery. Acta Med Okayama, v. 70, n. 6, p. 461-467, 2016. Avaliable from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28003671

WALKER, I. A.; RESHAMWALLA, S.; WILSON, I. H. Surgical safety checklists: do they improve outcomes? Br J Anaesth., v. 109, n. 1, p. 45-54, 2012. Avaliable from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22649183

WILSON, R. M. et al. Patient safety in developing countries: retrospective estimation of scale and nature of harm to patients in hospital. BMJ, v. 344, e832, 2012. Available from: https://www.bmj.com/content/344/bmj.e832

Para ler o artigo, acesse

BATISTA, Josemar et al. Prevalência e evitabilidade de eventos adversos cirúrgicos em hospital de ensino do Brasil. Rev. Latino-Am. Enfermagem, v. 27, e2939, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692019000100354&lng=pt&nrm=iso 

Link externo

Revista Latino-Americana de Enfermagem – www.scielo.br/rlae

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

BERNARDES A. and GALERA, S. A. F. Práticas seguras no ambiente cirúrgico: eventos adversos são evitáveis nesse cenário? [online]. BlogRev@Enf, 2019 [viewed ]. Available from: https://blog.revenf.org/2019/11/29/praticas-seguras-no-ambiente-cirurgico-eventos-adversos-sao-evitaveis-nesse-cenario/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Navigation