Como o transplante renal afeta a qualidade de vida e qual a influência da espiritualidade para o paciente?

Letícia Meazzini de Oliveira, Enfermeira, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. E-mail:leticia.oliveira@unifesp.br

Cassiane Dezoti da Fonseca e Angélica Gonçalves Silva Belasco, Docentes, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

O artigo “Qualidade de vida e espiritualidade de pacientes com doença renal crônica: análise pré e pós-transplante”, publicado na Revista Brasileira de Enfermagem (vol. 73, suppl. 5), apresenta como objetivo a comparação da qualidade de vida de pacientes com doença renal crônica em dois momentos diferentes de seu tratamento: antes do transplante renal, enquanto em diálise, e após ter recebido o transplante. Ainda avaliou o impacto da espiritualidade sobre a qualidade de vida desse grupo no momento pós transplante.

Estudo prospectivo, de abordagem quantitativa, que contou com a participação de 27 pessoas no estado de São Paulo, sendo 10 homens e 17 mulheres e idade média de 55 anos. Os participantes, em sua maioria, apresentaram ensino fundamental completo e, inicialmente, realizavam hemodiálise ou diálise peritoneal no ano de 2007, e foram reabordados após o transplante renal, no período de julho de 2014 e fevereiro de 2016. A coleta dos dados ocorreu por meio dos instrumentos Kidney Disease and Quality of Life – Short Form e o World Health Organization Quality of Life – Spirituality, Religiousness and Personal Beliefs. Foram também coletados dados sociodemográficos e econômicos, e posteriormente submetidos a análises estatísticas.

Os resultados das análises demonstraram que houve melhora significativa da qualidade de vida em três dimensões: componente mental total, efeitos da doença renal e sobrecarga imposta pela doença renal. Houve piora na dimensão componente físico total, tanto para os pacientes que realizavam previamente hemodiálise como para os que faziam diálise peritoneal. Características, como sexo masculino, estado civil casado, cor de pele não branca, exercer trabalho remunerado e religião evangélica, influenciaram positivamente esses índices. A espiritualidade mostrou impacto positivo na qualidade de vida dos pacientes transplantados renais.

As participantes do sexo feminino tiveram piores escores nas dimensões sono, suporte social e aspectos sociais; casadas tiveram melhores escores na dimensão vitalidade; não brancas obtiveram escores mais elevados na dimensão satisfação do paciente. Participantes não católicas obtiveram escores mais altos na qualidade das interações sociais, e os que oravam uma vez ao dia ou mais apresentaram escores mais elevados na vitalidade e nos aspectos físicos.

A doença renal crônica é um desfecho negativo de diversas doenças crônicas não transmissíveis. Embora a taxa de sobrevida seja muito utilizada para a avaliação do sucesso do tratamento dialítico e do transplante renal, a percepção do paciente quanto à sua qualidade de vida precisa ser valorizada. Estudos já têm estabelecido associação entre a espiritualidade e a qualidade de vida nessa população. Considerando que a doença renal crônica tem impacto significativo em diversos aspectos da vida, uma abordagem de cuidado abrangente, incluindo a espiritualidade, é desejável a fim de melhorar a saúde total. Mais estudos devem ser conduzidos a fim de avaliar o impacto das intervenções relacionadas à espiritualidade com o paciente com doença renal crônica.

Referências

BRAVIN, A.M., et al. Benefits of spirituality and/or religiosity in patients with Chronic Kidney Disease: an integrative review. Rev Bras Enferm. [online]. 2019, vol. 72, no. 2, pp. 541-551. ISSN 1984-0446 [viewed 15 October 2020].  https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0051. Available from: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-71672019000300541&lng=pt&nrm=iso&tlng=en

CRUZ, J.P, et al. Influence of religiosity and spiritual coping on health-related quality of life in Saudi haemodialysis patients. Hemodial Int [online]. 2017, vol. 21, no. 1, pp. 125-32. e-ISSN: 1542-4758 [viewed 15 October 2020].  https://doi.org/10.1111/hdi.12441. Available from: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/hdi.12441

PILGER, C., et al. Spiritual well-being and quality of life of older adults in hemodialysis. Rev. Bras. Enferm. [online]. 2017, vol. 70, no. 4, pp. 689-696. ISSN 1984-0446 [viewed 15 October 2020].  https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0006. Available from: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-71672017000400689&lng=pt&nrm=iso&tlng=en

Para ler o artigo, acesse

OLIVEIRA, L.M. de, et al. Qualidade de vida e espiritualidade de pacientes com doença renal crônica: análise pré e pós-transplante. Rev. Bras. Enferm. [online]. 2020, vol. 73, suppl. 5, e20190408. ISSN: 1984-0446 [viewed 15 October 2020]. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2019-0408. Available from: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672020001200151&lng=pt&nrm=iso 

Links externos

www.scielo.br/reben

https://twitter.com/en_reb

https://www.facebook.com/revbrasenferm/

http://reben.com.br/revista/

http://ppg.enfermagem.sites.unifesp.br/pesquisa/grupos-de-pesquisa#grupo-de-estudos-enfermagem-em-nefrologia

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

OLIVEIRA, L. M. de, FONSECA, C. D. da and BELASCO, A. G. S. Como o transplante renal afeta a qualidade de vida e qual a influência da espiritualidade para o paciente? [online]. BlogRev@Enf, 2020 [viewed ]. Available from: https://blog.revenf.org/2020/11/13/como-o-transplante-renal-afeta-a-qualidade-de-vida-e-qual-a-influencia-da-espiritualidade-para-o-paciente/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Navigation