Enfermagem e sociedade em perigo: entenda a importância desses profissionais a partir da pandemia vigente

Ítalo Rodolfo Silva, Professor adjunto, Editor de Marketing Digital da Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Macaé, RJ, Brasil.

Ivone Evangelista Cabral, Professora titular da Escola de Enfermagem Anna Nery, Editora-chefe da Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Imagem: https://pixabay.com/pt/photos/covid-19-coronav%C3%ADrus-quarentena-5070666/

Logo no início da pandemia da COVID-19, fotografias de enfermeiras chinesas, em Wuhan, repercutiram no mundo todo em virtude das marcas em seus rostos ocasionadas pela longa permanência de máscaras de proteção contra o novo coronavírus. O sentimento, ao que parece, despertado nas pessoas ao visualizarem essas imagens foi positivo, despertando empatia e sensibilidade para reconhecer a dedicação e a importância dessas profissionais. Por outra perspectiva, é preciso um olhar mais atento, profundo e reflexivo sobre as condições precárias de trabalho da enfermagem e como tudo isso afeta não só as enfermeiras, mas toda a sociedade.

A partir dessa mesma realidade, porém, em contextos assemelhados, é fundamental a reflexão apresentada no artigo “De cuidador a paciente: na pandemia da Covid-19, quem defende e cuida da enfermagem brasileira?”, publicado no periódico Escola Anna Nery (no. 24, edição especial). Nesse sentido, coincidência ou não, justamente no ano em que se comemora o bicentenário de nascimento de Florence Nightingale e Ano Internacional da Enfermagem, declarado ainda em 2019 pela Organização Mundial da Saúde. Em 2020, a profissão foi destacada nas mais diversas mídias e no mundo aterrorizado pela pandemia cujo cuidado, passando a figurar como protagonista em relação a qualquer possibilidade terapêutica. A Enfermagem é uma profissão que desenvolve um cuidado próximo, diferenciado e em tempo integral nas unidades de internação. Nesse lampejo de reconhecimento e valorização global para a enfermagem é oportuno destacar que homenagens midiáticas e aplausos nas janelas das moradias não reduziram as condições precárias de trabalho onde esses profissionais desempenham seus cuidados. No Brasil, por exemplo, país que detém quase 10% da enfermagem global, com 2.406.209 profissionais (consulta em 19/01/2020), desponta na mortalidade global da Enfermagem por COVID-19, representando um terço das mortes.

Essa realidade é sinalizada pelas enfermeiras pesquisadoras vinculadas a Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade do Estado do Rio de Janeiro, que refletem sobre o risco à saúde do trabalhador da enfermagem que, de preocupante antes da pandemia, passam a ser alarmante durante essa atual crise sanitária. Desse modo, destacam que as vulnerabilidades da enfermagem, durante a pandemia, são amplas e estão enraizadas na incapacidade de um sistema de saúde há muito precarizado cuja realidade sinaliza perigo na pandemia. Portanto, isso implica na dependência de tecnologias e recursos humanos qualificados, em um cenário com equipes subdimensionadas, com sobrecarga de trabalho, escassez de Equipamento de Proteção Individual, entre outras questões. Tudo isso reflete no adoecimento e na morte dos profissionais de enfermagem (DARLENSKI; TSANKOV, 2020; VIEIRA et al., 2014).

Referências

DARLENSKI, R. and TSANKOV, N. COVID-19 pandemic and the skin: what should dermatologists know? Clin Dermatol [online]. 2020, vol. 38, no. 6, pp. 785-787. ISSN: 0738-081X [viewed 30 November 2020]. DOI: 10.1016/j.clindermatol.2020.03.012. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7102542/

VIEIRA, G.C., et al. Satisfação laboral e a repercussão na qualidade de vida do profissional de enfermagem. ABCS Health Sciences [online]. 2018, vol. 43, no. 3, pp. 186-192. ISSN: 0100-3992 [viewed 30 November 2020]. DOI: 10.7322/abcshs.v43i3.1123ABCS. Available from: https://www.portalnepas.org.br/abcshs/article/view/1123

Para ler o artigo, acesse

SOARES, S.S.S., et al. De cuidador a paciente: na pandemia da COVID-19, quem defende e cuida da enfermagem brasileira?. Esc. Anna Nery [online]. 2020, vol. 24, no. spe, e20200161. ISSN: 2177-9465 [viewed 30 November 2020].  https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2020-0161. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452020000500501&lng=pt&nrm=iso

Links externos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem: http://www.revenf.bvs.br/ean

Página do Facebook: @escolaannaneryrevista

Instagram: @escola_annanery_revista

Twitter: @eanrev

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

SILVA, I. R. and CABRAL, I. E. Enfermagem e sociedade em perigo: entenda a importância desses profissionais a partir da pandemia vigente [online]. BlogRev@Enf, 2021 [viewed ]. Available from: https://blog.revenf.org/2021/01/22/enfermagem-e-sociedade-em-perigo-entenda-a-importancia-desses-profissionais-a-partir-da-pandemia-vigente/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Navigation