Atividade da amilase salivar como marcador de estresse em profissionais de enfermagem

Evelin Capellari Cárnio, Professora titular, Editora Científica da Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, São Paulo, SP, Brasil

O artigo “Associação da alfa amilase salivar com a ansiedade e o estresse de profissionais de enfermagem”, publicado pela Revista Latino-Americana de Enfermagem (vol. 29), traz evidências científicas de que as alterações na atividade da alfa amilase, enzima secretada pelas glândulas salivares, sob estímulo simpático, estão associadas à ansiedade e ao estresse observado em profissionais de enfermagem. E, ainda sugere, que essa enzima possa ser considerada como possível biomarcador para estas condições.

Sabe-se que as principais causas de estresse ocupacional para a equipe de enfermagem envolvem altas expectativas no local de trabalho, excesso de responsabilidade, excesso de autoridade e alteração de turnos de trabalho (ALI; NATER, 2020). Nesse sentido, foi realizado este estudo transversal, quantitativo, que envolveu 210 profissionais de enfermagem de uma instituição hospitalar localizada em um município do Sudeste do Brasil. Aplicou-se um questionário para a caracterização dos trabalhadores, conjuntamente com o Inventário de Ansiedade de Beck e o Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp, e foram coletadas amostras de saliva durante os diferentes turnos de trabalho. Os resultados revelaram que 122 (58,1%) dos profissionais de enfermagem apresentavam um certo grau de ansiedade e estresse. As observações de quadros de ansiedade foram associadas à faixa etária, número de filhos, uso de medicamentos contínuos e carga horária de trabalho semanal. As situações de estresse foram associadas à faixa etária, tabagismo e uso de medicamentos.

Imagem: freepik.

Constatou-se que a atividade da alfa amilase era maior em profissionais de enfermagem que se apresentaram com sintomas de estresse e de ansiedade e que atuavam principalmente no turno da noite. Esse indicador pode levar a associações que possam ser consideradas para as discussões que tragam melhorias no desenvolvimento das atividades profissionais atenuando os impactos do estresse e da ansiedade na saúde física e mental destes profissionais.

Para ler o artigo acesse

SANTOS, S.V.M. dos, et al. Associação da alfa amilase salivar com a ansiedade e o estresse de profissionais de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem [online]. 2021, vol. 29, e3468. ISSN: 1518-8345 [viewed 31 August 2021]. https://doi.org/10.1590/1518-8345.4859.3468. Available from: https://www.scielo.br/j/rlae/a/BNCytsCB3w7D4c5cLTVMKyH/?lang=pt#

Referências

ALI, N., and NATER, U.M. Salivary Alpha-Amylase as a Biomarker of Stress in Behavioral Medicine. Int J Behav Med. [online]. 2020, vol. 27, no. 3, pp. 337-342. e-ISSN: 1532-7558 [viewed 31 August 2021]. https://doi.org/10.1007/s12529-019-09843-x. Available from: https://link.springer.com/article/10.1007/s12529-019-09843-x

Link externo

Revista Latino-americana de Enfermagem: http://rlae.eerp.usp.br/

Revista Latino-americana de Enfermagem – SciELO: https://www.scielo.br/rlae

Revista Latino-americana de Enfermagem – Facebook: https://www.facebook.com/rlae.nursing

Revista Latino-americana de Enfermagem – Instagram: https://www.instagram.com/rlaeeerp

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

CÁRNIO, E.C. Atividade da amilase salivar como marcador de estresse em profissionais de enfermagem [online]. BlogRev@Enf, 2021 [viewed ]. Available from: https://blog.revenf.org/2021/10/29/atividade-da-amilase-salivar-como-marcador-de-estresse-em-profissionais-de-enfermagem/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Navigation